quinta-feira, 3 de julho de 2008

Itália volta a pedir Nobel da Paz para Betancourt


Dirigentes políticos italianos recordaram nesta quinta-feira a proposta de apoiar a ex-refém das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Ingrid Betancourt, como candidata ao Nobel da Paz.

Fabio Evangelisti da Itália dos Valores (IDV), partido pequeno de centro-esquerda, disse que Betancourt representa "o símbolo da força e esperança para os que no mundo ainda sofrem injustiças. Por isso, a IDV continuará com o seu compromisso para que seja indicada ao Nobel da Paz".

O parlamentar do governista Povo da Liberdade (PDL), Giampiero Catone, afirmou que é muito válida a proposta de apresentar Betancourt como candidata ao Nobel. Michela Biancoforte, também do PDL, uniu-se ao coro de propostas de políticos para confirmar essa indicação.

Segundo a agência Ansa, o assessor adjunto da cooperação internacional da região Toscana, Massimo Toschi, associou-se ao pedido para "dar também esperança aos reféns e prisioneiros do mundo inteiro".

As assembléias regionais do país debateram a proposta de indicar a ex-candidata à presidência da Colômbia ao Nobel da Paz na Conferência Nacional em 21 de julho.

Redação Terra

Um comentário:

Catarino disse...

Olá, vim visitar para desejar que tenha um ótimo final de semana.